MENSAGEM DE UM ESPÍRITO ARREPENDIDO (ex dirigente de uma legião do mal) 18-10-2019

Venho aqui na noite de hoje, como espírito arrependido trazer o meu depoimento a todos desta casa, pois há várias e várias encarnações anteriores, fui um espírito muito rebelde, egoísta, amante do poder e da riqueza, e procurava utilizar de todos os recursos à minha disposição para cada vez mais amontoar os meus tesouros, prejudicando assim várias e várias pessoas.

Após a minha última encarnação, eu que era também conhecedor de magnetismo, hipnotismo e magia, fui assediado por aqueles espíritos a quem prejudiquei e que tentaram me aprisionar, mas através de minhas forças magnéticas consegui reverter a situação e transformá-los em meus cúmplices.

A nossa finalidade era disseminar cada vez mais a discórdia, as brigas, as irritações, os conflitos, para todas aquelas regiões aonde nós fossemos convocados, porque a minha legião era a legião que seguia aqueles que bem pagassem.

Vocês podem perguntar: que tipo de pagamentos? Eram várias e várias exigências que nós fazíamos, e passando pelos mais ignóbeis atos que vocês podem imaginar. Assim, recebíamos as nossas pagas, e continuávamos o nosso caminho disseminando o mal e a discórdia.

Um dia, direcionamos as nossas baterias, as nossas armas, para instituições espíritas, onde procurávamos através das discórdias, da inveja, dos ciúmes, da maledicência, criar conflitos, conflitos esses que levavam instituições sérias com grandes propósitos a se desintegrar. Participávamos efetivamente desse trabalho e quantas e quantas vitórias alcançamos, fazendo com que instituições sérias fossem destruídas e derrubadas.

Um dia, fomos direcionados para criar confusão na Associação Espírita Obreiros do Bem e atuarmos sobre várias formas para que o trabalho dessa instituição tivesse inúmeras dificuldades, e aqui conseguíssemos uma desarmonia, o desequilíbrio e mais uma vitória para as nossas Legiões.

Chegamos aqui com essa intenção, mas com o passar do tempo percebemos que o trabalho no bem era constante, que os amigos espirituais aqui presentes estavam fazendo juntamente com os encarnados um trabalho muito dedicado de doação, de muita dedicação, de entrega, de ajuda a todos aqueles que aqui vinham em busca de socorro, em busca de auxílio, mas procuramos persistir, trazendo assim a desunião, trazendo a inveja, a maledicência, o ciúme; mas aos poucos percebemos que também como em outras casas voltadas ao bem, ao amor ao próximo, algumas legiões nossas estavam sendo envolvidas pelos amigos espirituais que serviam à causa do Amor, da Verdade e do Bem.

Quando nós participávamos de determinadas reuniões para perturbar, começamos a sentir vibrações positivas de aconchego, ouvíamos as exposições, as palestras e começamos a perceber que o caminho que nós estávamos trilhando era o caminho que não podia ter prosseguimento. Da mesma maneira que eu envolvi aqueles amigos que contribuíram conosco para a discórdia, o desamor, os conflitos, procurei também convencê-los que já era hora de mudarmos de atitude: já estávamos cansados, cansados de praticar o mal, estávamos já sentindo uma influência positiva tomar conta dos nossos corações e nos sentimos prisioneiros desse envolvimento afetivo que os Espíritos protetores desta instituição nos estavam cercando. E começamos a ser atendidos, acorrentados no amor e no bem; e percebemos também que teríamos um longo caminho a percorrer, uma longa estrada para o nosso refazimento moral e espiritual, porque estávamos mergulhados em trevas que teriam de ser dissipadas. Então, essa Legião que me seguia continuou me acompanhando. E, através do envolvimento no amor e no bem, fomos aos poucos nos rendendo a essa assistência espiritual, e fomos nos entregando e nos permitindo sermos tratados e conduzidos a regiões onde pudéssemos - através do aprendizado, através do entendimento, da assistência, do tratamento espiritual - compreender tudo aquilo que fizemos de mau, e como já me referi, procurar trilhar outros caminhos.

Como foi difícil e como está sendo difícil para nós essa transformação, essa mudança, mas sabemos da importância da nossa transformação, e do valor da coragem, da bondade, de instituições sérias, voltadas ao amor, ao bem, nesses momentos tão críticos porque passa a humanidade.

O Amor sempre prevalece, mas nós éramos contrários a essa situação, então, com o convencimento pelo amor, pela caridade, pelo carinho, com esse encaminhamento direcionado a todos nós, nós nos rendemos e depusemos as armas do ódio, da revolta, do orgulho, e nos deixamos ser tratados e auxiliados.

O caminho é longo, árduo o percurso, as tentações ainda serão muito fortes, mas vendo o trabalho no bem, a assistência aos necessitados dispensados por várias e várias instituições, inclusive esta que aqui estamos, nos sentimos como aqueles inimigos que chegaram ao limite de sua resistências e se entregaram ao amor, e se entregaram ao bem.

A nossa Legião é enorme, é muito grande, mas todos esses companheiros estão agora conscientes que tem de abandonar realmente este caminho tortuoso pelo qual caminhamos, o caminho da destruição, o caminho da discórdia. O caminho da desunião.

Claro que outras e outras Legiões e outros inimigos do Cordeiro continuam atuando, mas nós, vencidos pelo amor, queremos trilhar outros caminhos, o Caminho do Arrependimento, o Caminho da Reparação e o Caminho do Bem.

Graças a essa Casa, graças a esses espíritos que nos ampararam, graças a tudo aquilo que ouvimos de bom e de belo nas preleções, nas palestras, nas orientações, estamos prontos para receber o tratamento necessário para que cada um de nós se restabeleça e que cumpra a Lei de Ação e Reação, de Causa e Efeito, porque sabemos que somos muito devedores e temos ainda muito e muito que resgatar.

Vejam o que eu estou falando: Lei de Causa e Efeito, resgate, reconciliação. Perdão, amor, bem, e isso nós aprendemos no local onde nós pretendíamos que isso não fosse executado, mas através de todo envolvimento que nós tivemos, de toda assistência, prisioneiros do amor, nós nos rendemos e rendemos Graças a Deus, Graças a Jesus, a quem tanto combatemos, esse Cordeiro Divino, esse Sol que ilumina com seu amor todos nós, que atinge as regiões mais trevosas, resgatando espíritos bem rudes, bem ignorantes, para que façam realmente o caminho de volta.

Nós, como filhos pródigos, estamos aqui, estendendo as nossas mãos, mãos de paz, pedindo desculpas pelo mal aqui trazido, e nessa disposição de mudança, só temos palavras de agradecimento pelo conforto que estamos sentindo, e repito, sabemos que nosso caminho será tortuoso, mas temos consciência que com vontade, perseverança, determinação e com a ajuda de todos vocês, conseguiremos superar e avançarmos mais um pouco na nossa caminhada.

Agradecemos a todos os trabalhadores daqui da Casa, aos médicos e a outras falanges que aqui atuam, protegendo esta Casa e nos amparando, como aos egípcios, aos índios, aos pais-velhos, queridos pais-velhos, e a Pedro de Alcântara, à família Imperial que mais uma vez com seu imenso amor proporcionou essa oportunidade de reabilitação, essa oportunidade de retribuirmos com o bem, futuramente, todo o mal que procuramos implantar. Só temos palavras de carinho e desculpas por tudo aquilo que procuramos disseminar de mal nesta instituição, mas mantenham sempre a vigilância, a prece, o trabalho no bem e no amor, porque se a nossa Legião hoje está se integrando e se dispondo à transformação, não tenham dúvidas, outras Legiões existem com outros comandantes que ainda não se entregaram e não compreenderam que só através do nosso querido Mestre, que é o Caminho, a Verdade e a Vida, conseguiremos paz para os nossos espíritos tão atormentados, e não através da disseminação do mal, porque isso só traria para nós conseqüências cada vez mais danosas.

Graças a Deus temos esse entendimento hoje, e graças aos amigos dessa casa, que dispensaram a cada um de nós, a essa Legião que era comandada por mim, todo carinho, todo amor e toda a fraternidade.

Muita paz, queridos irmãos, mas continuem atentos e vigilantes, porque o mal ainda neste planeta de expiação e provas continua muito atuante e procura pelos meios escusos, pelas armas - ferramentas que dispõe, armas e ferramentas da discórdia, da malícia, do ciúme, da maledicência, do orgulho, da vaidade etc. - trazer inimizade, onde só devem existir: Lealdade, Fraternidade e Amor. Nossos agradecimentos pelas bençãos recebidas.

Graças a Deus

Endereço: Rua Santa Alexandrina, nº 667/695 - Rio Comprido/RJ - CEP : 20261-235
Telefones : (21) 3293-2400 e (21) 2273-3366
Telefax : (21) 2273-8142

CNPJ: 33.657.222/0001-30
e-mail : This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.