Princial \ Psicografias \ ACALMA-TE, CONFIA E SEGUE (Mota Maia) 21-07-2017
ACALMA-TE, CONFIA E SEGUE (Mota Maia) 21-07-2017 PDF Imprimir E-mail
Dom, 30 de Julho de 2017 22:54

Normal 0 21 false false false PT-BR X-NONE X-NONE /* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:10.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:115%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri","sans-serif"; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-fareast-language:EN-US;}

ACALMA-TE, CONFIA E SEGUE (Mota Maia) 21-07-2017

Queridos irmãos da Casa de Pedro de Alcântara,

Seja qual for a perturbação que te envolve, acalma-te e espera. Faça o melhor que possas.

Deus nos pede sempre a serenidade para exprimirmos com segurança.

Lembre que cada dia é um convite de Deus, para que realizemos a sua obra em nosso próprio bem.

Se te irritas, não lhe assimilas o plano.

Se te ligas à aflição, não lhe percebes as orientações.

Se te perturbas, perdes a sintonia com o Plano Maior, e sua antena psíquica não captará as vibrações de Amor e Serenidade.

Conserva-te confiante, tranquiliza-te. Pois sem dúvida, decerto encontrarás corações que destilam veneno; irritação e desgosto; medo e fel. Mesmo que te agridam, firam e apedrejam, aquieta-te e abençoa-os com sua paz.

Lembra sempre de Jesus, de Paulo de Tarso, de Maria de Magdala, que muito sofreram, tudo suportaram e venceram.

Lembrando deles, não te imobilizarás na estrada a pretexto de amarguras ou ofensas recebidas. Maria de Magdala e Paulo não se detinham a escutar os remorsos que traziam de seus passados.

Não lastimavam o abandono de amigos que descriam de sua renovação.

Não se detinham para lastimar a alteração dos afetos que a incompreensão azedara no tempo.

Não reclamavam dos espinhos que feriam sua carne e Espírito e nem reclamavam das injúrias e sarcasmos dirigidos a eles.

Maria de Magdala não reclamou das pústulas que apareceram em sua carne, mas sim as abençoou, pois elas representavam, quando bem recebidas, a sua estrada da redenção.

Não se alteravam com o choro inútil, ante as arremetidas do mal. Não se cristalizavam nos seus impedimentos, nas suas imperfeições.

Seguiam em direção ao alvo que lhes cabia atingir.

Podendo rugir tempestades em torno de seu caminho, tranquiliza seu coração e segue em paz na direção do Bem.

Não carregues no pensamento o peso da aflição inútil.

Refugia-te na cidadela interior do dever dignamente cumprido e entrega a Deus a ansiedade que, à feição de um fogo invisível, te queima e devora.

Se algo te contraria, asserena tua alma e aguarda. Espera, que os acontecimentos vão te favorecer. Não se permita inquietar por coisa alguma.

Cuide-se da inquietação, pois é um fator desencadeante de inúmeras calamidades.

É por ela que muita vezes pronunciamos a expressão descabida e julgamos falso a respeito dos outros. Geramos preocupações doentias e arruinamos a nossa caminhada.

Acautela-te contra a tristeza capaz de converter em angústia no seu coração.

Sentimentos, ideias, palavras e atitudes são agentes magnéticos da vida, para o bem ou o mal, conforme orientação que lhes dê.

Queixa descabida enfraquece o otimismo, gerando muitas vezes desconfiança e perturbação.

Irritação abate nossas forças, trazendo-nos exaustão prejudicial.

Mágoa arrasa a esperança, arrasando assim as possibilidades de realização e trabalho.

Se pretendes construir o bem, planta benevolência, serenidade, entendimento e abnegação no solo de sua própria alma.

E a despeito de todas as dúvidas e indecisões que te cercam o passo, segue para frente e para cima, atendendo os deveres que a vida lhe outorgou com a consciência serena, com a certeza que a felicidade verdadeira exige paz em nós. A Paz do mundo começa em nós.

Um abraço fraterno dos amigos da Casa de Pedro de Alcântara, e com a orientação e benção de nosso querido Mentor Pedro de Alcântara, desejamos a todos vocês muita paz, caridade e fraternidade nos seus corações.

Mota Maia (21-07-2017)

 
Associação Espírita Obreiros do Bem, Powered by Joomla! and designed by SiteGround web hosting