Princial \ Psicografias \ O QUE JESUS ESPERA DE NÓS (Pai Velho Antonio de Aruanda) 17-08-2018
O QUE JESUS ESPERA DE NÓS (Pai Velho Antonio de Aruanda) 17-08-2018 PDF Imprimir E-mail
Qua, 10 de Outubro de 2018 23:24

O QUE JESUS ESPERA DE NÓS (Pai Velho Antonio de Aruanda) 17-08-2018

Filhos queridos do meu coração,

Vamos iniciar nossa mensagem citando o Evangelho Segundo o Espiritismo cap XX, 5, Obreiros do Senhor- poderíamos utilizar Obreiros do Bem, com a devida licença dos Amigos Espirituais: “Aproxima-se o tempo em que se cumprirão as coisas anunciadas para a transformação da humanidade”

Ditosos serão os que houverem trabalhado no campo do Senhor, com desinteresse e sem outro motivo senão a caridade. Seus dias de trabalho serão “pagos” pelo cêntuplo do que tiverem esperado. “Trabalhemos juntos e unamos os nossos esforços, a fim de que o Senhor ao chegar encontre acabada a obra”.

Meus irmãos, que ao entendermos o significado desta orientação do Espírito da Verdade, que Jesus nos abençoe para não colocarmos obstáculos nos caminhos da regeneração, mas que todos nós sejamos servidores fiéis e humildes, que através de todos esses ensinamentos recebidos consigamos praticar tudo que nos é revelado.

Muitos ainda armados com a soberba, com o orgulho, prepotência, egoísmo, não conseguem praticar a Lei do Amor, da caridade, pois somos como estudantes que decoram a lição, teorizam, mas não praticam na hora do trabalho na seara do Senhor, não utilizam os recursos para a sementeira correta, e assim, não colhem os bons frutos.

A nós espíritas, cristãos, nesta nova fase, é exigido de nós a vivência das lições contidas nas Obras Espíritas, que são o desdobramento do Evangelho.

O amparo que temos recebido, as palestras que nos iluminam, o pão nosso recebido de cada dia que acalenta o nosso estômago, e agradecidos pela roupa que nos agasalha, pelos estudos, pelo grupo mediúnico ao qual pertencemos, que amplia as nossas consciências.

Neste momento, agora, hoje, precisamos de um amadurecimento, unindo tudo isso que nos foi oferecido como exemplo.

“A quem mais é dado, mais será cobrado.”

Semearam, adubaram, viram a flor desabrochar, o fruto nascer, e no seu amadurecimento, que ele seja colhido com amor e repartido entre todos, famintos deste saboroso resultado. O amadurecimento necessário para ser compartilhado exige de cada um a real compreensão e a real vivência deste amadurecimento. Vamos procurar entendê-lo?

O que é amadurecer? Superar a nós mesmos? Vencer nossos hábitos e vícios? E quais são?

E mais uma vez o Autoconhecimento. E através dele, vamos avançar para o nosso amadurecimento interior. A colheita deve ser farta para que muitos possam usufruí-la.

E devemos abandonar nossos vícios, nossas doenças psíquicas, e livrarmos de nossas larvas mentais que nos impedem a marcha.

Por falar em larvas, microorganismos, construções mentais, deixarei este tema para o nosso querido mentor e médico Mota Maia que os abordará oportunamente. Já me alonguei muito e conclamo a todos que tenham muita paz, queridos filhos do meu coração, trabalhadores com muito afinco e amor da Seara do Senhor.

Pai Velho Antonio de Aruanda

 
Associação Espírita Obreiros do Bem, Powered by Joomla! and designed by SiteGround web hosting