Princial \ Departamento de Infância e Juventude
Departamento de Infância e Juventude
INFÂNCIA, JUVENTUDE E REUNIÃO PÚBLICA 17/04 PDF Imprimir E-mail
Qua, 13 de Abril de 2011 14:32


Convidamos aos Obreiros para as atividades do Departamento de Infância e Juventude de 17/04. Crianças, jovens, pais e participantes da Reunião Pública estudarão o tema DEUS. Importantíssimo! Participe! Nossas atividades iniciam-se às 10, com café da manhã e finalizam às 12, após um reconfortante passe.

Não perca!

Abraço,

Equipe DIJ.  

 
XV ENJEOB PDF Imprimir E-mail
Sáb, 26 de Março de 2011 15:05


O ENJEOB (Encontro de Juventudes Espíritas na Obreiros do Bem), organizado pelo Departamento de Infância e Juventude da Associação Espírita Obreiros do Bem este ano estará comemorando 15 anos! Você não pode perder! Anote os dados:

DATA: 04/09/2011

HORÁRIO: de 08:30 às 16:30

TEMA: Mãos

AGUARDEM CENAS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS...

Grande abraço,

DIJ AEOB.

 
AO COMPANHEIRO JUVENIL PDF Imprimir E-mail
Sáb, 19 de Março de 2011 19:12

 

Meu Filho:

Integrado numa agremiação juvenil de Espiritismo Cristão, você, confiadamente, pede esclarecimentos e diretrizes.

Sinto-me, contudo, embaraçado para fazê-lo.

Que trabalhador de nossa estirpe estará bastante habilitado para aconselhar com segurança? quem não terá infantilidades no coração?

Mas se você está realmente comungando os ideais da Doutrina que nos é preciosa, nela própria você encontrará o roteiro de que necessita.

O Espiritismo, descerrando a pesada cortina que velava, até agora, os segredos do túmulo, não é somente a academia santificante de sábios e heróis, mas também a escola abençoada de pais e mães, pensadores e artistas, condutores e artífices, formando missionários do bem e do progresso.

Atendendo-lhe aos ensinamentos, poderá galgar múltiplos degraus da sublime ascensão.

Entretanto, pássaro embriagado de liberdade, ante o horizonte infinito, você poderá comprometer o trabalho do próprio burilamento espiritual, se não souber manejar, simultaneamente, as asas do entusiasmo e da prudência.

Nesse sentido, se algo posso rogar a você, não menospreze a experiência dos mais velhos.

Já sei a qualidade de suas objeções.

“Nem sempre os maduros são os melhores – dirá em suas reflexões sem palavras – ; tenho visto velhos desprezíveis, viciados e portadores de maus exemplos.”

Não julguemos apressadamente. Considere que os pioneiros da luta, encontrados por você, no grande caminho da vida, talvez não tenham recebido as oportunidades que brilham em suas mãos.

Ainda que lhe pareçam inconsistentes ou contraditórios, duros ou exigentes, ouça, com respeito e serenidade, o que digam ou ensinem.

Que seria de nós, sem o esforço de quem nos antecede?

Invariavelmente, aprendemos alguma coisa de útil ou de belo, alicerçando-nos na lição de quem lutou, antes de nós.

Acima de tudo, lembre-se de que fomos chamados para ajudar.

Velhos e novos já possuem críticos em excesso.

O mundo está repleto de espinheiros e raras criaturas aparecem dispostas ao cultivo do bom grão.

É possível não possa concordar com os mais velhos em certas particularidades da experiência comum; no entanto, o silêncio é o melhor remédio onde não podemos auxiliar.

Se você também, vergôntea promissora, pretende adquirir os defeitos dos galhos decadentes, confiando-se aos vermes do sarcasmo ou da rebelião, que será do tronco venerável da vida?

Em todos os climas, o nosso concurso ativo, na extensão do bem, é o serviço mais apreciável que podemos prestar à Humanidade e ao Mundo. E, além disso, saiba que a existência na Terra se assemelha a travessia de longa avenida, onde os transeuntes ocupam lugares diferentes, no espaço e no tempo. Hoje, você começa a palmilhá-la; todavia, dentro de algum tempo, atingirá a posição dos que já amadureceram na jornada, exibindo alterações na carne e carregando diferentes impulsos no coração.

Cultive a afabilidade com todos e não olvide que a Lei lhe restituirá o que você houver semeado.

Não inveje a prosperidade dos homens inescrupulosos e indiferentes. A ilusão temporária pode ser dos ímpios; contudo, a verdadeira paz é patrimônio dos simples e dos bons...

Estude e trabalhe, incessantemente. O estudo favorece o crescimento espiritual. O trabalho confere grandeza.

Conseguirá você ostentar os mais belos títulos na galeria dos jovens espiritualistas, mas, se foge ao livro e à observação e se lhe desagradam o ser-viço e a disciplina, não passará de um menino irrequieto e desarvorado, para quem os dias reservam amargos ensinamentos.

Quanto ao mais, se você deseja partilhar, com sinceridade, a experiência cristã, comece a viver, entre as paredes de sua própria casa, segundo os princípios sublimes que abraçou com Jesus. Quem puder fazer a boa vizinhança com os parentes consangüíneos ou souber merecer o apoio legítimo dos amigos e conhecidos, terá conquistado elogiáveis habilitações, no campo da vida. Mas se você também está conversando no bem, com receio de praticá-lo, gastando o tesouro do tempo, em vão, prepare-se, convenientemente, para receber dos jovens de amanha a mesma desconfiança e a mesma ironia com que são tratados os velhos menos felizes de hoje.



Irmão X

 

 

 

(Extraído de Correio fraterno, psicografia de Chico Xavier)

 

 

 

 
INÍCIO DAS ATIVIDADES DIJ 2011 PDF Imprimir E-mail
Ter, 01 de Março de 2011 19:58

O Departamento de Infância e Juventude convida para o início das atividades de 2011:

DATA: 20/03/2011

HORÁRIO: 10 horas

Um abraço,

Coordenação DIJ AEOB.

 
A força da equipe PDF Imprimir E-mail
Qua, 23 de Fevereiro de 2011 21:26


A força da equipe


Você se considera um bom membro de equipe?


Na história da Humanidade, nunca se enfatizou tanto a importância do trabalho em equipe como nos dias atuais. A prática tem comprovado que o trabalho em equipe funciona. Não é outra a razão que leva um empresário a investir em cursos de burilamento para consolidar equipes eficientes e bem preparadas.


Todavia, para que haja um bom resultado no trabalho de equipe, é preciso mudanças na intimidade do indivíduo que a compõe, de modo a melhorar a sua atuação, já que a equipe é o resultado da soma das características de cada um dos seus membros.


Assim sendo, cabe a cada criatura, a busca do aperfeiçoamento individual, investindo em si mesmo para que possa ser um elemento útil no conjunto.


Há algum tempo, valorizava-se muito a competência específica de cada um em particular, sem atentar para sua atuação dentro da equipe.


Hoje em dia, entretanto, não basta ser um membro eficaz, é preciso ser um membro eficaz dentro da equipe. Em outras palavras, é preciso que se leve em conta os objetivos comuns do conjunto.


Um jogador de basquete, por exemplo, pode ser muito bom nas jogadas individuais, mas, se não joga bem com o time, certamente o técnico escolherá outro menos eficiente que saiba dividir o jogo com o resto da equipe.


Assim, cada indivíduo é uma engrenagem inteligente dentro do conjunto de realizações. Cada qual é peça importante para que se atinjam os objetivos estabelecidos pela equipe.

Na construção de um edifício, todos têm que executar a sua parcela com muita responsabilidade e competência para que não resultem danos à obra.


Desde o engenheiro, o arquiteto, o mestre de obras e o mais humilde pedreiro são importantes para se atingir um bom resultado no final da construção.


Um tijolo mal colocado, uma viga malfeita, a massa mal preparada, um pequeno buraco deixado por descuido, podem ocasionar, ao longo do tempo, o desmoronamento do edifício.

A vida em sociedade é Lei Divina. É por essa razão que até os animais buscam agregar-se para atingir os objetivos de sobrevivência. Geralmente, caçam em bandos, voam em bandos, organizam verdadeiras colônias, onde cada um exerce função específica dentro das necessidades comuns.


Mais uma vez Jesus Se antecipou nos Seus ensinos, falando-nos do feixe de varas.

Um feixe de varas é uma equipe coesa e homogênea. O que não quer dizer varas idênticas, mas unidas entre si.


As varas possuem suas características individuais, e, ajustadas umas às outras tornam o feixe tão resistente que ninguém as pode quebrar. E se uma delas é retirada, todo o conjunto se desequilibra.


Uma vez mais temos que reconhecer a sabedoria do Homem de Nazaré, pois quanto mais conhecemos os Seus ensinamentos, mais evidente se torna a Sua grandeza.


Se você quer realmente crescer, é preciso permitir que outros cresçam com você para lhe dar sustentação.


Disponível em www.momento.com.br e no livro Momento Espírita, v. 1, ed. Fep.

 
<< Início < Anterior 1 2 Próximo > Fim >>

Página 1 de 2
Associação Espírita Obreiros do Bem, Powered by Joomla! and designed by SiteGround web hosting